segunda-feira, 29 de abril de 2019

APUCARANA - Civil, em Apucarana e região, também em dia de manifesto

                 Além dos professores, em Apucarana, e outras cidades do Vale do Ivaí, as Delegacias também amanheceram em clima de protesto. Segundo informações, o funcionamento, durante toda segunda-feira, 29 abril, foi em regime de plantão, ou seja, confeccionado apenas os boletins de ocorrências. Por telefone, falamos com um dos agentes da Civil, em Apucarana, e segundo ele, além dos servidores da Secretaria de Estado da Segurança Pública do Paraná (Sesp-PR); do Departamento Penitenciário do Paraná (Depen-PR), outros também estavam nesta paralisação. "É importante que a sociedade saiba, e tenho certeza que o atual governador não vai nos decepcionar, porque no Estado, são 3.900 policiais, mas seriam necessários mais de 7.300 par suprir as necessidades; isso sem contar as viaturas sucateadas; delegacias abandonadas; minipresídios lotados e tantas outras dificuldades que enfrentamos", disse o PC. Levantamos apontam que, desde o confronto, apelidado de "Massacre dos Professores", no Centro Cívico, em 2015, os salários foram congelados e a defasagem hoje é de 17%. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA