terça-feira, 13 de agosto de 2019

BORRAZÓPOLIS - Investimentos na Cocari para diminuir a poeira

            A COCARI, entreposto de Borrazópolis, promoveu melhorias que favorecem a comunidade local, ou mais precisamente as pessoas que reside próximas da unidade. Nos últimos dois anos, intensificaram reclamações de alguns moradores de um novo conjunto (Bela Vista), que foi construído pela prefeitura, ao lado da empresa . Na época nossa reportagem, Blog do Berimbau e Rádio Nova Era, foi testemunha que houve orientação para que o prefeito daquele período, não edificasse, naquele local, um residencial, pois era uma área industrial e isso iria gerar grandes transtornos aos futuros mutuários. Prova desta afirmação, é que a Cocari, até nos dias atuais, emite suas notas ficais com um endereço que aparece como "Parque Industrial", assim como definido pela prefeitura. Mesmo assim, vereadores da época e o paço municipal, insistiram em aprovar e edificar ali as moradias. "Agora é fácil ficarem denegrindo o nome de uma empresa idônea e que gera mais de 20 empregos diretos; ao todo, contando com os empregos indiretos, são mais de 60 pessoas sobrevivendo com renda da Cocari; isso sem contar a Aurora que emprega dezenas de pessoas com o abate de frangos em Mandaguari. Se as famílias são vítimas, a Cocari também é vítima da irresponsabilidade de quem desobedeceu todas as orientações e construiu ali as casas urbanas", desabafou o familiar de um funcionário. "Procurem os políticos da época, aqueles que atuaram  há cinco anos atrás, e peçam explicações a eles, e parem de denegrir a imagem de uma empresa com responsabilidade social e ambiental. Tem muitos prefeitos lutando para conseguir uma Cocari, enquanto aqui, pessoas sem responsabilidade, querem expulsar a cooperativa", finalizou ele. Nossa reportagem fez uma visita na unidade da Cocari, e fomos conferir que, em 2019, foram investidos cerca de meio milhão de reais em abafadores, eliminadores de poeira, películas de milho e de outros produtos, o que representa que a Cocari, mesmo não sendo a culpada, está adotando medidas para amenizar o problema. A Cocari, publicou em junho, de 2019, na edição 347, de sua revista mensal, denominada como "Informativo Cocari", uma reportagem especial, prestando contas dos investimentos em Borrazópolis. Leia, na íntegra: Reiterando sua responsabilidade social, a Cocari preza pelo bem-estar das comunidades das áreas onde atua. Nesse sentido, após relatos de moradores da região de Borrazópolis-PR, a cooperativa investiu em melhorias em sua infraestrutura, com o intuito de beneficiar as pessoas que vivem nas proximidades da unidade. A Cocari inaugurou sua Unidade em Borrazópolis, no dia 13 de junho de 2003, localizada à Estrada Laranja Doce, Km 01. Na época, a cooperativa obteve todas as licenças/alvarás dos órgãos competentes. Imagens aéreas dos anos de 2010 e 2013 mostram a unidade quando o conjunto habitacional Bela Vista ainda não existia. Depois disso, o município aprovou o projeto de Casas Populares, sem considerar a pré-existência da Cocari, a sua atividade e sem realizar estudos de distância, sentido de vento e afins. A Cocari atende mais de 300 produtores rurais em Borrazópolis -PR, gerando renda e empregos na região. E com intuito de contribuir, sempre, para o desenvolvimento de sua área de atuação, a Cocari realizou novos investimentos. A gerente da unidade, Letícia Caroline Pereira Neves, salientou a responsabilidade da cooperativa. “A Cocari é uma cooperativa com responsabilidade socioambiental que preza pela comunidade onde está instalada e, em todos os momentos, esteve de portas abertas para ouvir, resolver e investir para que, juntos, possamos continuar crescendo em nossa cidade”, ressaltou. Melhorias - O gerente de Armazenagem, Nilson Correia da Silva, explica que as melhorias promovidas consistem em um conjunto de ações, englobando troca de equipamentos e instalação de captadores de pó, para que seja possível dar continuidade às operações de carga e descarga e otimizar a relação entre a cooperativa e a comunidade. A) Instalação de um Sistema de Captação de Pó ECO 5.30-TP em Tulha de Expedição, auxiliado por filtro de mangas com sistema de limpeza por jato pulsante. O sistema consiste de uma Cabine Interna para captação de pó instalada em moega com tombador de 18 metros, totalmente fechado, certificado com Selo Verde, que chancela a eficiência técnica do sistema que o classifica como de fundamental importância para a preservação do meio ambiente e salubridade dos trabalhadores. B) Troca dos 2 Motores/ventiladores do Secador de Grãos por 2 Sopradores Axiais SAX-1250 e 2 Captadores CPA-1250 para ampliar a vazão do secador e realizar a captação de partículas. Todo o conteúdo (partículas e fumaça) coletado nos sopradores será transportado pneumaticamente por meio de um soprador SMPD-630 e destinado para o cinzeiro da fornalha do próprio secador para queima das partículas. C) Fechamento de toda área das moegas de recepção de grãos, com instalação de Cortinas de Tiras de PVC transparente 2 mm na altura de 6 e 4 metros por 5 metros de largura na entrada e saída das moegas. As cortinas de tiras têm a finalidade de bloquear toda poeira e partículas que permanecem em suspensão no momento das descargas dos caminhões, bloqueando a saída destes materiais do interior das moegas e preservando o meio ambiente. (Esta reportagem final, que reproduzimos é da imprensa Cocari)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA