sexta-feira, 9 de agosto de 2019

BRUTALIDADE - Ex-morador de Borrazópolis assassinado no Pará

                          TRÊS MORTOS                        
Rafael Torelli, membro de uma família tradicional de Borrazópolis, foi morto a tiros em Marabá, no Estado do Pará. Ao todo, três pessoas morreram 
           Familiares, em Borrazópolis, ficaram perplexos ao saber que, em Marabá, no Pará, foi assassinado o Rafael Torelli, filho do conhecido João Reis e da Elizabeth Torrelli (Beth). Rafael é neto do ex-vereador e pioneiro de Borrazópolis, o conhecido "Chiquinho Torelli". Segundo informações, no Estado do Pará, ele era proprietário de uma casa de jogos, algo que é muito comum naqueles estado. Nossa reportagem conseguiu falar com a Delegacia de Marabá, mas os policiais disseram apenas que o fato estava sendo apurado. Um site de Marabá, o Correio de Carajás, informou que a tragédia ocorreu no Núcleo Cidade Nova, por volta das 16 horas, deste dias 09 de agosto, de 2019, em uma casa de poker localizada na Avenida 2000, Bairro Novo Horizonte. Raimundo Santos Cabral. Um indivíduo conhecido como "Kim Brown", atirou contra o ex-patrão, Rafael Torelli, e contra o ex-colega de trabalho, Ricardo Farias da Silva, o popular "Quaresma", de 24 anos.  Em seguida, afastou-se e atirou contra a própria cabeça. "Kim" e "Quaresma",  morreram no local. Rafael, proprietário do estabelecimento, foi socorrido e encaminhado em estado grave para atendimento médico.   Conforme o sargento Isaías, um dos primeiros policiais militares a chegar ao local, a guarnição coletou a informação de que "Kim Brown" havia sido acusado de roubo na empresa. “O Quaresma  denunciou  ele para o Rafael, que é o dono.  Então Rafael demitiu o Kim, que arrumou um revólver calibre 38,  com o qual matou o Quaresma e atirou no Rafael, que foi com vida ainda para o hospital. Depois se afastou uns 150 metros e atirou na própria cabeça”, disse uma testemunha. A arma utilizada no crime foi apreendida pela Polícia Militar e entregue ao Departamento de Homicídios da Polícia Civil, que deverá investigar o caso. Outras pessoas que teria presenciado os fatos,  foram conduzidas para a 21ª Seccional Urbana de Polícia Civil. Um funcionário da casa de poker informou que o estabelecimento é legalizado e funciona diariamente a partir as 18 horas. Nossa reportagem, busca mais detalhes. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA