terça-feira, 30 de junho de 2020

ORTIGUEIRA - Gol recuperado, agressão e disseminação de doença

Gol furtado foi recuperado na Estrada.  Filho acusado de agressão contra a mãe e houve dois bares notificados por conta da Pandemia do Covi-19 
RECUPERADO - Em Ortigueira, no dia 29 de junho, foram registradas algumas ocorrências pela Polícia Militar. Por volta das 15 horas, uma denúncia informou havia um veículo, a cerca de 200 metros, de uma mata, próximo a Estrada Principal, de um Bairro, cujo nome do referido Bairro não foi divulgado. Também que, ao chegar ao endereço, foi encontrado um Gol, sem a chave, com queixa de furto no dia anterior, na própria cidade de Ortigueira. Não foram divulgadas mais informações sobre o caso. PROTETIVA - Na Avenida Brasil, em 29 de junho, a vítima relatou que o seu filho, não pode se aproximar dela, mas descumpriu a medida indo até a sua residência e a agrediu com empurrões, posteriormente passou a xinga-la com diversos palavrões e ainda a ameaçou dizendo: "se você chamar a polícia eu vou te matar". Quando a PM chegou, ele já tinha fugido, mas foi encontrado nas proximidades em um bar. O acusado ficou alterado com a polícia e negou os fatos e ameças. O caso foi entregue na delegacia. PANDEMIA - Por conta do Covid-19, a Polícia Militar, em apoio a outros órgãos, foi a um bar, na Avenida Paraná, que estava contrariando os decretos estadual e municipal, referente a disseminação do Coronavírus. Chegando ao local, o ponto comercial  estava aberto, por volta das 22h20min, sendo que o horário permitido era até às 22h. Ainda havia várias pessoas nas mesas de fora da lanchonete, e, no interior, em uma parte fechada, cerca de 20 pessoas comemorando um aniversário. Elas não utilizavam máscaras, consumiam bebida alcoólicas e não havia álcool em gel para se higienizar. O nome do estabelecimento não foi informado. Outra abordagem parecida, ocorreu no Lajeado Bonito, onde havia uma Festa Junina no Conhecido "Bar do Aguinaldo". Ao chegar ao endereço, todos foram para dentro, mas havia cerca de 25 pessoas aglomeradas. Todas  foram orientadas quanto aos decretos vigentes e a festa foi encerrada. Aguinaldo negou descumprimento a lei e disse ser um comerciante trabalhador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA