20/05/2021

APUCARANA- Femac é eleito para ocupar cargo na Frente Nacional de Prefeitos

Prefeito de Apucarana foi guindado ao cargo pela sua vivência no meio empresarial, especificamente no segmento da construção civil A Frente Nacional de Prefeitos (FNP), que congrega os 400 maiores municípios do Brasil – com mais de 80 mil habitantes -, empossou nesta quinta-feira (20), os vice-presidentes temáticos e regionais para o triênio 2021/2023. Os cargos serão ocupados por prefeitos representantes de todas as regiões, com pluralismo partidário. O ato fez parte da 80º Reunião Geral da entidade que teve a solenidade de posse transmitida ao vivo pelo canal da FNP no Youtube. O prefeito de Apucarana, o engenheiro civil Sebastião Ferreira Martins Junior, o “Junior da Femac”, que é oriundo do meio empresarial e ligado à construção civil, foi indicado e eleito para a vice-presidência da FNP de Licenciamento de Obras e Novos Empreendimentos. Fundada em 1989, a FNP é a única entidade municipalista nacional dirigida exclusivamente por prefeitas e prefeitos em exercício dos seus mandatos. A instituição municipalista tem como foco de atuação os interesses político-administrativos de 412 municípios, abrangendo 100% das capitais, 61% dos habitantes e 74% do Produto Interno Bruto (PIB) do país. Na reunião de trabalho desta quinta-feira os prefeitos debateram e alinharam as pautas prioritárias para serem mobilizadas pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP) da nova gestão da instituição. MUDANÇAS NA VACINAÇÃO – Durante a reunião virtual da FNP foi abordado o atual momento da pandemia do novo coronavírus, que mobiliza a saúde pública de todo o país. O prefeito de Apucarana, Junior da Femac, apoiou uma proposta que tem como objetivo acelerar o ritmo de vacinação, a partir de uma mudança no sistema de vacinação. A proposição foi apresentada pelo prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, e busca acelerar o ritmo da aplicação do imunizante. Atualmente, a vacinação ocorre por grupos específicos e o prefeito Junior da Femac, junto com o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (presidente do Consórcio Nacional de Vacinas das Cidades Brasileiras), defendeu que a imunização seja feita por idade. “A documentação solicitada na vacinação dos grupos de comorbidades é um complicador e vem afetando o ritmo da aplicação do imunizante. Apoiamos a proposta de fazer a vacinação por idade para acelerar o ritmo, isso desde que tenhamos a vacina”, ressaltou Junior da Femac. O prefeito de Apucarana também relatou aos demais colegas a dificuldade em aplicar a segunda dose da vacina, ocorrida pela demora no repasse das doses por parte do Governo Federal. “Também precisamos de informações mais claras, como por exemplo na questão das gestantes. Recebemos uma nota técnica em que poderíamos usar todas as vacinas em gestantes e na sequência fomos surpreendidos com outra nota técnica informando que a Astrazênica não poderia ser utilizada em gestantes”, exemplificou Junior da Femac. Outro ponto contestado por Junior da Femac foi uma nota divulgada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) garantindo que frascos da Coronavac não estão vindo com doses a menos. “Quero dizer que isso não é verdade. Vem frasco com menos vacina sim. Sugiro que isso seja objeto de análise por parte da Frente de Prefeitos e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), para que essa situação seja verificada nos municípios, pois estão vindo frascos com apenas nove doses”, alerta Junior da Femac. Junior da Femac também destacou a iniciativa do prefeito de Aracaju e presidente da Frente Nacional de Prefeitos, Edvaldo Nogueira Filho, de nomear a sede da FNP de Bruno Covas, em homenagem ao prefeito de São Paulo que faleceu no último domingo. “Uma comunidade, uma sociedade e um país vão preparando as suas lideranças ao longo do tempo e o Bruno Covas era uma liderança que vinha sendo preparada. A iniciativa de colocar o nome do Bruno Covas na sede da FNP é muito apropriada e sempre nos lembrará a esperança que o Bruno Covas representava”, frisa Junior da Femac. Durante a reunião, que entre outros temas abordou o financiamento da saúde na pandemia, se manifestaram várias lideranças, como a ex-prefeita de São Paulo, Marta Suplicy, o prefeito de Campinas, Dário Saadi, e o prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins Filho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA