19/05/2021

APUCARANA - Programa Trilha MEI busca fortalecer os microempreendedores

Os Microempreendedores Individuais (MEI’s), que representam 44% das empresas de Apucarana, ganharam um programa que vai proporcionar maiores oportunidades de negócios e diversas capacitações. Trata-se do “Trilha MEI”, programa que foi lançado nesta quarta-feira (19/05), em ato realizado na sede da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Apucarana (Acia). Além da Acia, a iniciativa envolve a Prefeitura de Apucarana, Sebrae, Sala do Empreendedor, Associação de Empresas de Micro e Pequeno Porte e Empreendedores Individuais (Ampec) e Conecta Apucarana. Estiveram presentes no lançamento o prefeito Junior da Femac, o presidente da Acia, Wanderlei Faganello, o consultor do Sebrae, Tiago Cunha, e o secretário municipal de Indústria e Comércio, Edison Estrope. Junior da Femac afirma que o programa irá, além de incentivar a vocação empreendedora, oferecer as condições necessárias para que o empreendimento prospere. “Atualmente, Apucarana tem 6.791 MEI’s ativos, o que representa 44% das empresas do Município. O MEI é o caminho para o empreendimento se formalizar e participar da vida econômica da cidade com segurança, mas percebemos que muitos têm dificuldades para consolidar o empreendimento”, pontua Junior da Femac. A “Trilha do MEI”, continua Junior da Femac, auxiliará os microempreendedores nesta jornada com várias atividades programadas para acontecer nos próximos quatro meses. “Haverá palestras, oficinas, feira do MEI visando facilitar acesso a mercados e 120 horas de consultoria”, destaca Junior da Femac, lembrando que por causa da pandemia as palestras e oficinas serão online. Conforme Thiago Cunha, consultor do Sebrae, a intenção é capacitar pelo menos 400 MEI’s nesta etapa. “Outros resultados esperados são a ampliação do faturamento e das vendas, fortalecer o ambiente de negócios e criar uma rede de relacionamento dos MEI’s com as entidades que promovem do desenvolvimento empresarial”, cita o consultor. Tiago Cunha lembra que o Sebrae e a Prefeitura já vem realizando diversas ações voltadas aos microempreendedores, como a Sala do Empreendedor, que é um ponto de referência para os MEIs. “É um trabalho de fortalecimento que já vem sendo desenvolvido e o nosso objetivo com o Trilha MEI é manter essas ações de forma constante, impactando de maneira positiva no desenvolvimento econômico do Município”, ressalta Cunha. O consultor do Sebrae afirma que o microempreendedor não possui uma equipe e por isso muitas vezes não consegue desenvolver as ações necessárias para a consolidação do empreendimento. (Mais detalhes no link abaixo)“O microempreendedor está envolvido na correria do dia a dia, pois ele faz tudo: planeja, é quem cuida das finanças e corre atrás do cliente. Ou seja, ele não tem uma equipe para auxiliá-lo e o programa vem para dar esse suporte, especialmente na área da capacitação”, frisa Cunha. Para participar do programa, os interessados devem entrar em contato com uma das entidades parceiras. “As pessoas podem ligar para as entidades e também seguirem as redes sociais, onde serão disponibilizados os links para inscrição”, orienta Cunha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA