21/05/2021

LIDIANÓPOLIS - Prefeito estuda fornecer internet de graça e tem outros projetos

Adauto Mandu está realizando estudos que podem apontar a viabilidade de internet gratuita. Ônibus para universitários, moradias e outras conquistas para a comunidade 
O prefeito Adauto Mandu, informou que está realizando estudos técnicos e elaborando um projeto, para viabilizar  internet de graça para famílias com alunos que não tem acesso e  que não podem pagar, principalmente, na  zona rural e Distrito do Porto Ubá. "Na zona rural, as famílias que não podem pagar, vamos fornecer pacotes totalmente gratuitos e, para aquelas que tem condição, a internet será com parte dos valores subsidiados pela prefeitura, pois sabemos que na zona rural, os pacotes são mais caros. Em tese, quem mora no sítio, poderá pagar o mesmo valor que as pessoas pagam na cidade", disse o prefeito. No perímetro urbano, as família que não tem condições de pagar (com filhos estudantes), também receberão o sinal gratuito. As Vilas Rurais e outros Bairros, estão incluídos. Apesar de ser apenas um estudo de viabilidade, a notícia foi muito bem aceita pela comunidade, principalmente, neste momento de pandemia, onde a internet passou a ser mais do que essencial, por ser ela, uma forma de comunicação rápida e permitir, por exemplo, que alunos possam estudar de forma remota e fazer outras atividades. Na área da educação, o prefeito, em parceria com a Câmara Municipal, informou que está comprando Ônibus novo, para substituir o antigo, que é usado no transporte gratuito dos estudantes. A metade do valor será bancada pelos vereadores e os outros 50%, pela prefeitura. Na rede municipal (básica), o município está viabilizando mais salas de aula para os CMEIs- Centros Municipais de Educação Infantil e ainda a conclusão da quadra de esporte da Escola Maria José, que também vai servir a APAE e a Creche. Sobre moradias, o prefeito agendou reunião com o presidente da Cohapar, para viabilizar 35 novas moradias, além das que já estão garantidas. O prefeito solicitou que as famílias que ainda não fizeram cadastro, o façam para que o governo tenha certeza que Lidianópolis tem déficit habitacional e precisa resolver esta questão. A meta e chegar ao final do mandato com 90 habitações prontas. Sobre a Covid-19, Adauto lembrou, mais uma vez, que não é hora de relaxar os cuidados, devido a onda grave que o Estado atravessa neste momento, com cidades como: Borrazópolis, Ivaiporã e outras, batendo recordes de casos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA