26/05/2021

Prefeitura de Ivaiporã divulga informações sobre o lockdown em 3 finais de semana

  Os prefeitos que compõem a Amuvi (Associação dos Municípios do Vale do Ivaí) decidiram decretar lockdown nos dias 29 e 30 de maio, 5 e 6, 12 e 13 de junho em função do aumento de casos de coronavírus (Covid-19). Um dos objetivos é não prejudicar o comércio e consequentemente a economia dos 26 municípios. A decisão foi tomada em reunião convocada pelo presidente da Amuvi, Ylson Cantagallo, que é prefeito de Faxinal. O aumento dos casos de Covid-19 foi debatido no salão nobre da Prefeitura de Ivaiporã, nesta quarta-feira, dia 26 de maio, onde foram apresentados números de internamentos nos leitos de enfermaria e UTI dos hospitais de Ivaiporã, Apucarana e Jandaia do Sul. Ylson Cantagallo explicou que a decisão pelo lockdown foi tomada em nome da vida da população. Além do lockdown os municípios adotaram o toque de recolher entre as 20h00 e 05h00 – Ivaiporã adotou a medida por meio do Decreto 13.736 de 25 de maio de 2021. O toque de recolher conta com reforço dos fiscais das 26 prefeituras que compõem a Amuvi, Vigilância Sanitária, Defesa Civil, Polícia Civil e Polícia Militar. O comandante da 6ª Companhia Independente de Polícia Militar de Ivaiporã, 1º tenente Vinícius de Moraes Castro, informou que a parceria entre as forças de segurança e os 26 prefeitos será reforçada para coibir ações que infrinjam as medidas de combate ao coronavírus. No que se refere ao funcionamento dos mercados ficou determinado que apenas 1 membro da família poderá entrar e fazer compras. “Nos finais de semana irão funcionar os serviços de saúde, farmácias, coleta seletiva de lixo e abastecimento de combustível”, antecipou Ylson Cantagallo, avisando que a comercialização de bebida alcoólica ficou a critério de cada município. “Não é hora de festas” - O prefeito de Ivaiporã, Carlos Gil, que é vice-presidente da Amuvi, informou que a taxa dos leitos hospitalares passou dos 100%. Por isso, é imprescindível adotar medidas mais rígidas. O Governo do Estado abriu o Hospital Regional de Ivaiporã para atender especialmente casos de Covid-19 e ampliou o número de leitos de enfermaria e UTI quando foi necessário. “Inclusive há hospitais no município atendendo acima da capacidade. Portanto, a população precisa se conscientizar e parar de fazer festas em casa, chácaras ou na beira dos rios”, alertou Carlos Gil. A venda e o consumo de bebidas alcoólicas no município serão proibidos durante a semana e se estenderá aos 3 finais de semana de lockdown. “Quando acabam as bebidas, acabam as festas. Não é hora de festas. E hora de salvar vidas”, enfatizou Carlos Gil. Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Ivaiporã – Lúcia Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA