domingo, 1 de julho de 2018

CORREDOR DA MORTE - CALIFÓRNIA a MARILÂNDIA

Após mais um acidente com vítima fatal entre Marilândia e Califórnia, sargento da Polícia Rodoviária denuncia irregularidades no trecho que foi liberado com uma mureta ao centro  
        BERIMBALADAS -   No dia 30 de junho, de 2018, Blog do Berimbau e Rádio Nova Era, noticiaram mais um acidente fatal na BR 376, entre as cidades de Califórnia e Marilândia do Sul. Uma carreta da Iveco, com um semirreboque de Cafelândia - PR, trafegava pelo trecho, quando um contêiner que era transportado se desprendeu e caiu na rodovia, provocando a morte do motociclista Mateus dos Santos Del Conte, 22 anos. O acidente motivou uma nota, em tom de denúncia, feita pelo Sargento Soares, da Polícia Rodoviária Estadual, ele que reside em Marilândia, mas é comandante do Posto Rodoviário de Jaguapitã. Na visão dele e de outras pessoas, a liberação da Rodovia, em obras, tem sido o principal problema. Veja a nota na íntegra: "Califórnia à Marilândia do Sul; 10 Km, somente 10 Km; tantas vidas já se foram. E nós o que temos feito?: 'NADA'. Simplesmente aceitamos, damos um abraço de despedida na família e poucos dias depois só lembrança. Professora Sueli, muito aprendi com seus ensinamentos; vítima de um trecho de rodovia que não foi corrigido pelas autoridades responsáveis. Tantas outras se vitimaram e nada foi feito. 30/06/2018; Mateus, 22 anos, mais uma vítima do descaso de um estado omisso; obras inacabadas num trecho privado, só mesmo no meu país. Colocar uma mureta de concreto numa rodovia de tamanho movimento e liberar o trânsito em faixa simples, sentidos opostos é uma roleta russa. Alegaram que existe a sinalização; só que esta é para obras que estão em andamento e esta tem que ser provisória; mas o tempo passa e ficou permanente. Cadê os órgãos de fiscalização responsável pelo trecho? A vida para Deus não tem diferença entre o milionário e o pobre. Não vamos esperar morrer alguém para calcularmos a importância pois para Deus somos todos iguais. Açorda povo, vamos cobrar o direito de vivermos com Justiça. Chega de percas", diz o artigo do Sargento Soares. Com a palavra, as autoridades responsáveis e a concessionária responsável pelo trecho.

2 comentários:


  1. Paulo Quintino de Souza1 de julho de 2018 14:07
    Faço das palavras do Sargento Soares as minhas,e um absurdo nos aceitarmos uma situação como essa,onde estão os responsaveis pela fiscalização,todos nos fomos informados que no ano de 2021 encerra se o contrato das concessoes no Paraná,mais de 20 anos explorando atraves das altas arrecadações e se quer foram com petentes pra fazer a duplicação de 26a Km entre Apucarana ate Ponta,as palmas vão para aqueles valentes que a 40 anos anos atrás construiram essa Rodovia que tanto ajudou no desenvolvimento do Estado,mais agora e a nossa vez temos eleições e todos sabemos que o pedagio ja rendeu fora fortunas também rendeu palanque politicos,onde governadores nos iludiram reduzindo tarifas em 50% e apos eleito tudo voltou ao normal,lembram disso,,,,depois veio aquele candidato que usou o logo,,,ou pedagio abaixa ou o pedagio acaba,lembram,,,,então não abaixou e nem acabou, e agora estão anunciando como uma vitoria o fim do pedagio em 2021, agora a pergunta ,,,vão fazer valer os direitos de nos cidadãos,acordam meu povo somos muito paciente com nossos direitos,,meus sentimentos aos familiares do jovem que perdeu o direito de viver ate o fim de seus dias,

    Paulo Quintino

    ResponderExcluir

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.