quarta-feira, 1 de agosto de 2018

IVAIPORÃ - CONCURSO E ENTREVISTA

Concurso Café Qualidade Paraná premia 5 produtores do distrito do Jacutinga. Já no link de vídeo, ouça entrevista com o prefeito Miguel Amaral 
O Prefeito Miguel Amaral, foi o entrevistado, ao vivo, da Rádio Nov Era e Blog do Berimbau, neste dia 01 de agosto de 2018. Ele falou da festa especial que aconteceu no Distrito de Jacutinga, com muita movimentação e  do apoio ao homem do campo;  da licitação para a obra da Praça Temática do Japão, que ser construída em Ivaiporã e de outros temas importantes. Para ouvir, clique no link de vídeo. CONCURSO -Já as fotos e ao texto a seguir, são da assessora de imprensa Lúcia Lima. Ela destacou o  1º Festival do Café do Jacutinga, realizado pela Associação da Agricultura Familiar, entre os dias 27 e 29 de julho, com apoio da Prefeitura de Ivaiporã, revelou um resultado inesperado após 14 produtores se inscrever no concurso Café Qualidade Paraná e 5 deles descobrir que têm potencial para participar do 17º Concurso Café Qualidade Paraná.   Os 14 micro lotes entregues pela Prefeitura de Ivaiporã à Emater (Empresa Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural) passaram por um rigoroso processo de análise. A 1ª etapa envolveu o preparo das amostras. Em seguida, os lotes passaram por classificação física e degustação, bem como separação por peneira e catação manual de defeitos. A 2ª etapa envolveu o processo de torra no Centro de Pesquisa em Qualidade de Café (Iapar) de Londrina, enquanto a 3ª etapa envolveu a degustação.   A cada lote (14 inscritos) foi atribuída uma numeração – e não nome do produtor, que foi anunciado, no domingo, dia 29 de julho, durante o almoço realizado no salão da Igreja Nossa Senhora de Lourdes no Jacutinga. Após algum tempo de expectativa foram anunciados os nomes dos produtores classificados com notas acima da média: Dirlei Marinelli (1º colocado recebeu R$1.000), Márcio Rosa Fávaro (2º colocado recebeu R$600), Dorival Marinelli (3º colocado recebeu R$400), Liziane Aparecida do Prado Ravar (4º colocado) e Patrícia Marinelli (5ª colocada).  O anúncio dos vencedores foi feito pelo engenheiro agrônomo da Emater de Grandes Rios, Nelson Menolli Sobrinho, que participou do processo de descasque – trabalhando o benefício, classificação por peneira e catação dos defeitos manualmente. “Os 14 micro lotes foram julgados no Iapar de Londrina por juízes – alguns internacionais. O que nos surpreendeu foi a pontuação dos primeiros lotes classificados. Ou seja, acima de 80 pontos é café bebendo mole, o que comprova a produção no Jacutinga. Além disso, os produtores podem competir no Brasil”, sugeriu Nelson Sobrinho.  O engenheiro agrônomo se mostrou surpreso com a dimensão do 1º Festival do Café do Jacutinga. “Quem não veio nem imagina o que perdeu! Por isso, espero o Festival do Café do Jacutinga volte a ser realizado”, sugeriu. O coordenador do Projeto Café no Paraná, Cilésio Abel Demoner, participou da cerimônia de premiação e parabenizou a Associação da Agricultura Familiar e a Prefeitura de Ivaiporã, pela realização do 1º Festival do Café do Jacutinga – especialmente o concurso Café Qualidade Paraná. “Em abril, divulgamos os resultados do 16º Concurso Café Qualidade Paraná. Infelizmente, o município de Ivaiporã não participou. Mas ficou comprovada que a região tem grande potencialidade. Com certeza, o café do Jacutinga será classificado entre os 5 melhores do Estado”, declarou Cilésio Demoner, afirmando que os produtores vencedores desconheciam o potencial de qualidade.  A convite do prefeito Miguel Amaral, o secretário de Estado da Agricultura, George Hiraiwa, participou da cerimônia de premiação do concurso Café Qualidade Paraná, agradeceu pela recepção e parabenizou os cafeicultores pela classificação dos micro lotes. “Um dos primeiros atos que assinei foi a pavimentação da estrada entre o distrito do Jacutinga e a comunidade dos Três Ranchinhos. Com parceria da Prefeitura de Ivaiporã e apoio da Seab e Emater foi possível atender a reinvindicação da população”, contou George Hiraiwa.  O secretário de Estado da Agricultura lembrou que a produção do café é umas principais culturas do Estado. Por isso, precisa ser valorizada. “A cafeicultura deve ser moderna para prevalecer a qualidade. Portanto, estou à disposição para fortalecer a Associação da Agricultura Familiar do Jacutinga”, avisou George Hiraiwa.  Em seguida, Miguel Amaral disse que a Prefeitura de Ivaiporã continuará apoiando o Festival do Café e a Associação da Agricultura Familiar do Jacutinga, e informou que George Hiraiwa dará apoio na pavimentação entre a Vila Rural e o centro de Ivaiporã. “Agradeço à população do Jacutinga pelo parceria com o associativismo, poder público Seab e Emater. Para alcançarmos os objetivos de desenvolvimento é preciso haver união”, concluiu Miguel Amaral.  A chefe da Emater de Ivaiporã, Vitória Holzmann, mencionou a parte técnica e a produção destacadas no 1º Festival do Café do Jacutinga. “Ficou comprovado que a cafeicultura do Jacutinga pode crescer no Estado, e que a parceria entre poder público e o associativismo alcança grandes resultados. Outro ponto importante foi o trabalho desenvolvido pelos alunos de Gestão em Agronegócio da Fatec em prol dos produtores da agroindústria, elaborando rótulos e a parte nutricional do produtos comercializados no 1º Festival do Café do Jacutinga”, observou Vitória Holzmann.  (Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Ivaiporã – Lúcia Lima)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.