sexta-feira, 28 de setembro de 2018

PARANÁ - ATAQUE EM ESCOLA

Estudante leva arma para a escola e atira atingindo dois alunos. O autor do ataque disse que sofria bullying de colegas
                        MAIS DETALHES                        
     As novos informações são de que na casa do menor atirador, foram apreendidas: mais armas, facas e bombas caseiras. Os pais dos dois adolescentes também foram levados à delegacia para prestar esclarecimentos e acusado de posse de armas. Como informamos, um fato lamentável aconteceu em Medianeira no oeste do Paraná. Segundo o Portal G1, um aluno de 15 anos, filho de agricultores, que está no 1º ano do ensino médio, contou com a companhia de outro adolescente, também de 15 anos, que supostamente dava apoio ao ataque. Eles foram apreendidos e levados para a delegacia da Polícia Civil. O motivo é que na escola, o menor baleou o também estudante: B. R. F., de 15 anos, bala que ficou alojada próximo à coluna vertebral. Um jovem, de 18 anos, foi atingido de raspão em uma das pernas. Fato ocorrido no Colégio Estadual João Manoel Mondrone, onde estuda. O atirador disse estar sofrendo bullying de colegas e que planejou o ataque desde julho. Também afirmou que pretendia atirar contra pelo menos 09 pessoas. Alguns vídeos divulgados, revelam alunos desesperadamente correndo e pedindo socorro. NOTA DO GOVERNO - A Governadora Cida Borghetti, divulgou a seguinte nota: "Vivemos hoje um episódio triste e lamentável numa escola pública de Medianeira. Determinei todo apoio às famílias das vítimas, do autor dos disparos e à comunidade escolar. O Governo do Estado também está garantindo o atendimento médico necessário ao estudante internado. Determinei a averiguação dos fatos e a adoção de providências para que situações assim não se repitam. Vamos reforçar ações de proteção às nossas crianças e de prevenção ao bullying em todas as escolas da rede estadual", diz a nota.