sexta-feira, 19 de abril de 2019

VIOLÊNCIA/ ESCOLAS: Ariranha do ivaí, Rosário do Ivaí e Apucarana

                   ATAQUES EM ESCOLAS               
Em Ariranha do Ivaí, aluno agrediu colega com carteira e ameaçou estudantes e funcionários com uma faca. Em Rosário do Ivaí, também houve ameaça. Já em Apucarana, supostos estudantes encapuzados invadiram escola à noite 
         Alunos e professores ficaram assustados com ataques, ameaças e atitudes de alguns estudantes em três municípios da região, nos dias 17 e 18 de abril, de 2019, na região Vale do Ivaí. ARIRANHA - Em Ariranha do Ivaí, foi registrada a situação mais grave, no Colégio Estadual Presidente Kennedy.   Chegou denúncia que um estudante estava, supostamente,  ameaçando outros alunos e as funcionárias com uma faca. Ao chegar ao local, policiais do Destacamento local, com apoio da PM de Ivaiporã, perceberam que funcionárias e alunos estavam nervosos e tinham se trancado nas salas, com medo de um eventual ataque.  Uma pessoa disse ter sido agredida. O autor já não se encontrava mais no local. A princípio o rapaz desentendeu-se com uma colega, que pediu para ele fazer silêncio durante exibição de um filme. Logo,  foi acusado de atirar nela uma carteira causando ferimentos e a ameaçou com faca. Depois foi até a secretaria, com a mesma faca, dizendo que se as funcionárias acionassem a Polícia, iria mata-las e “tacar” fogo na escola. Ele foi incitado por outros menores e, logo após, saiu da escola, tomando rumo ignorado. Houve relatos de que o aluno tem problemas de comportamento e que todos tem medo, por isso, não querem mais sua presença no colégio. A Conselheira Tutelar acompanhou a equipe durante o atendimento da ocorrência e disse estar de mãos atadas, pois não tem o que fazer com ele. A equipe orientou as vítimas, quanto aos procedimentos a serem tomados junto a polícia judiciária para obter maior segurança neste caso. A equipe da Pm também aguardou o fim das aulas e escoltou os alunos até seus ônibus e as funcionárias até seus carros. VERSÃO DA FAMÍLIA - Uma pessoa da família fez contato, dizendo que o aluno foi provocado pela a aluna  e que ele não representa risco para a instituição, como comentários na cidade deixam transparecer. Ela também disse que não houve agressão,  que ninguém saiu ferido e que jamais a escola poderia ter colocado todos os alunos num mesmo ambiente, sabendo dos problemas existentes. Por fim, disse que a família não quer proteger e nem desproteger o aluno o jovem, apenas ajuda-lo e que a direção tenha competência  para lidar com esse tipo de situação sem prejudicar ainda mais.  ROSÁRIO - Em Rosário do Ivaí, no dia 18 de abril, às 10h00min, a mãe de uma garota de treze anos, disse que a filha teria se envolvido em uma desavença no colégio, com outro aluno, sendo identificado apenas pelo primeiro nome e que também é menor. Ele a xingou de vários palavrões. Então foi chamada pelo diretor que a orientou que fosse ao Destacamento, a fim de registrar o fato, pois segundo a genitora da menor, não é a primeira vez que acontece tal fato, bem como ainda informou que, segundo a direção, o adolescente é envolvido em ocorrências e sempre tem atitudes que causam transtornos. APUCARANA - Em Apucarana, no dia 18 de abril, às 09h34min, na Vila Reis, Escola Municipal José de Alencar, um funcionário da escola,  verificou pelas câmeras, que durante o período noturno, alguns supostos alunos entraram na escola, encapuzados. No local o diretor informou que eles pegaram produtos de limpeza do almoxarifado e jogaram na horta comunitária causando estragos. Depois da arruaça, deixaram as dependências da instituição de ensino. (Imagem acima é ilustrativa)   

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA