terça-feira, 30 de janeiro de 2018

RECLAMAÇÃO - Moradores de São Pedro do Ivaí imploram asfalto

 BERIMBALADAS -   Em São Pedro do Ivaí, moradores do importante Distrito da Marisa, estão revoltados com o prefeito a gestão do Jose Donizete Isalberti e até com a Câmara de Vereadores, que, segundo eles, não tem feito cobranças, como deveria, em relação aos anseios da comunidade. O motivo é o asfalto, já prometido e anunciando, mas que, até o presente momento, ainda não saiu do papel no conjunto  Armando Fontaneli, construído há oito anos na referida localidade. "Esses políticos ficam bonzinhos e prometem tudo no palaque, mas depois, se quer vem nos dar uma explicação e tratam com indiferença, pessoas como nós, que estão aqui na lama e tendo nossas casas invadidas pelo barro. Isso é vergonhoso", disse uma moradora que procurou o repórter Ronaldo Senes, o "Berimbau", para registrar a reclamação. Veja o depoimento de um cidadão, que também procurou a reportagem: "Eles dizem que já está no papel, que já saiu e tantas outras inverdades, enquanto isso, estamos passando por problemas. Quando chove, aqui nas Casinha do Conjunto Armando Fontaneli, fica insuportável, e o prefeito não está fazendo nada", desabafou. Ainda segundo informações, além da lama, há problemas com sujeira e entulhos que vão se acumulando e gerando outros transtornos.  Os moradores combinaram, com o repórter "Berimbau", para que faça uma visita a localidade e conheça o problema de perto, oportunidade que alguns cidadãos vão se manifestar sobre o tema.  RESPOSTA DA PREFEITURA -  Nossa reportagem ligou na prefeitura de São Pedro do Ivaí e conversou com a assessoria de imprensa.  Segundo o responsável, o departamento de obras e a chefia de gabinete,  informaram que existe sim um projeto que está no Paraná Cidade Regional, em Londrina,  o qual já foi aprovado, faltando apenas trâmites burocráticos, como a liberação do Governo do Estado, o que deve ocorrer muito em breve. A Prefeitura lamenta que a edificação ainda não tenha sido liberada, mas afirma que está fazendo sua parte e,  até o impossível, para solucionar a questão, por saber da importância dela para os moradores.   Sobre os buracos e outros problemas reclamados, a prefeitura se comprometeu a enviar caminhões e máquinas, na quarta-feira, dia 31 de janeiro, caso o tempo melhore, para adotar medidas paliativas que possam amenizar os transtornos até que a obra seja construída 

Nenhum comentário:

Postar um comentário