segunda-feira, 10 de setembro de 2018

RIO BRANCO - REIVINDICAÇÃO DE FAZENDA

Cerca de 70 pessoas montaram acampamento na porteira da Fazenda Muleta, em Rio Branco do Ivaí, reivindicando a posse da propriedade 
MAIS DETALHES  Como noticiamos, Cerca de 70 pessoas montaram acampamento na porteira da Fazenda Muleta, em Rio Branco do Ivaí, deixando o clima tenso na região, apesar da ação pacífica. A propriedade fica entre o Bairro Rio do Tigre, Cândido de Abreu e Porto Espanhol, em Rio Branco. Uma testemunha disse a nossa reportagem que entre os agricultores que reivindicam a posse da propriedade, estão homens, mulheres e algumas crianças. Os próprios acampados disseram que não pertencem a nenhum movimento de "Sem Terra" e que se intitulam herdeiros da propriedade. A Polícia Militar esteve no local e registrou um boletim com a seguinte informação: "Fomos ao local e realizamos contato com o administrador da fazenda, o qual informou que aproximadamente 50 pessoas, entre homens, mulheres e crianças, ocuparam a propriedade rural. Os acusados informaram não possuir envolvimento com quaisquer movimentos sociais, e que chegaram à propriedade com veículos próprios e apresentaram uma certidão, informando serem herdeiros daquele local. Em contato com o responsável pelas pessoas que ali estavam, ratificaram a versão apresentada pelo administrador da fazenda e informaram que todos os seus familiares iriam se retirar da propriedade, porque na data de 11/09/2018, será realizada uma reunião com o advogado do atual proprietário", informou a PM. A referida fazenda tem extensão aproximada de 335 alqueires, onde se produz a colheita da época sendo (trigo, soja, milho e outro) Bem como a criação de 200 cabeças de gado. Seu antigo dono é o ex- deputado Muleta. Atualmente a Fazenda pertence a viúva do ex-parlamentar e quem visita o local é o filho, o senhor Marcelo Muleta, que é assessor do deputado estadual Delegado Recalcatti.