sábado, 9 de novembro de 2019

CRUZMALTINA - Posse de armas e um caso de violência doméstica

Em Cruzmaltina, ocorreram duas prisões, a primeira por posse ilegal de arma de fogo e a segundo por violência doméstica. POSSE DE ARMAS - Uma denúncia feita do 3º Pelotão da Polícia Militar Ambiental, fez com que os soldados Assis e Lioti, fossem até o Bairro Rio Azul, no dia 08 de novembro. Os relatos era de que a pessoa de Edvaldo Cesar Freire, proprietário de um sítio, estava praticando caça de animais, além de armazenar carnes proveniente de caça e que também fazia a guarda de armas de fogo para outros caçadores. A equipe foi até o endereço dele e durante a fiscalização dos fatos narrados na denúncia, foi constatado somente a posse irregular de arma de fogo, sendo duas espingardas calibre . 32. Familiares de Edvaldo, repudiaram a denúncia dizendo que ele é um cidadão de bem, trabalhador e que não é criminoso. Edvaldo pagou fiança e foi liberado da Delegacia de Faxinal. VIOLÊNCIA DOMÉSTICA - No dia 08 de novembro, às 15h00min, na Estrada da Vila Rural, a equipe da guarda municipal foi acionada para comparecer onde se encontrava uma mulher. Ela relatou que estava no veículo com seu amásio, com quem convive há cerca de 4 anos e tem uma filha de 3 anos. Que eles começaram a discutir, até que ele a pegou pelo pescoço. Foi quando, para se defender, mordeu o braço do homem, o qual revidou com um soco em seu rosto. A vítima representou e, por isso, o homem, cujo nome seria Lucinei J. C., acabou conduzido. Ele nega as agressões contra a companheira e diz que é inocente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA