25/02/2021

DENGUE- Regional de Saúde de Ivaiporã alerta sobre alto índice de infestação

Luiz Gustavo, da 22ª Regional de Ivaiporã disse, em entrevista, que são menos de 10 casos de Dengue na região, mas é preciso manter os cuidados    
Neste dia 25 de fevereiro, de 2021, o entrevistado da Rádio Nova Era e Blog do Berimbau, foi o Luiz Gustavo, que é médico veterinário da 22ª Regional de Saúde, de Ivaiporã, cuja chefia é exercida pela Eleane Rother. O tema foi a "Dengue", que, ao contrário do período sazonal anterior, neste ano de 2021, está controlada. Em toda regional, de Ivaiporã, até 24 de fevereiro, eram menos de 10 casos confirmados da doença, mas, segundo Luiz Gustavo, que é responsável pelo setor das doenças transmissíveis por vetores e zoonoses, não é o momento de baixar a guarda, ou seja, as pessoas precisam continuar cuidando e limpando os seus quintais, porque, apesar do pouco número de confirmações, o índice de infestação está alto, portanto, o risco de ocorrer surtos o epidemias é eminente. O mesmo mosquito, também faz a transmissão da chikungunya e a zika. Consta no boletim estadual da Dengue (23 de fevereiro) casos confirmados em Cruzmaltina (01); Godoy Moreira (01); Ivaiporã (02); Jardim Alegre (03); Manoel Ribas (01) e São João do Ivaí (01). No link de vídeo, ouça a entrevista completa e as orientações sobre a forma de prevenir a doença. Um detalhe importante é que, se cada um cuidar do seu quintal, com certeza, a doença não vai avançar e será possível terminar esse período sazonal com o total controle da Dengue. Pela regional de saúde vizinha, que é  á 16ª RS de Apucarana, já há uma preocupação com Kaloré, cidade que computa mais de 80 casos da doença e fica na região Vale do Ivaí. Entre as dicas, é importante ressaltar: cerca de 90% dos criadouros do mosquito transmissor estão nos quintais e ambientes internos das residências paranaenses;  t
ampe os tonéis e caixas d'água; mantenha as calhas sempre limpas; deixe garrafas sempre viradas com a boca para baixo; mantenha lixeiras bem tampadas; deixe ralos limpos e com aplicação de tela, principalmente, em saídas de fossa; limpe semanalmente ou preencha pratos de vasos de plantas com areia e adote outros cuidados, que já são conhecidos,  para que a região continue livre de epidemias. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA