25/02/2021

PEDÁGIO - Apucarana e região debatem o pedágio amanhã na Unespar

Frente garante que todas as medidas de prevenção ao coronavírus serão seguidas à risca
A Frente Parlamentar sobre o Pedágio, da Assembleia Legislativa do Paraná, realiza amanhã, dia 26, em Apucarana, mais uma audiência pública para debater o novo modelo de pedágio proposto pelo Governo Federal para as rodovias paranaenses. O debate desta vez será no auditório da Universidade Estadual do Paraná (Unespar), a partir das 9 horas, e reunirá moradores, lideranças regionais e representantes de diversos setores.  O coordenador da Frente do Pedágio, deputado Arilson Chiorato (PT), observa que todas as medidas sanitárias recomendadas pela Saúde de Apucarana que visam à prevenção da covid-19 serão seguidas à risca, como o distanciamento social de 1,5 metro, disponibilização de álcool em gel 70%, verificação da temperatura e exigência de uso de máscara. “As pessoas serão conduzidas por colaboradores da Frente até os seus lugares, para que não haja descumprimento do distanciamento social. Será ocupado apenas 30% dos 492 lugares do auditório. Estamos atentos a todas as medidas e vamos cumpri-las com todo rigor”, garante Arilson. De acordo com o deputado, apesar do momento crítico, o pedágio precisa ser discutido com toda a população. “Neste momento, vamos fazer presencial, caso precisemos dar uma pausa, não vamos engavetar esse assunto. Vamos continuar dialogando com toda sociedade por meios das redes sociais e, assim que for permitido, daremos continuidade presencialmente”, frisa. “As audiências são indispensáveis para ouvir as expectativas, os anseios e as esperanças sobre a nova concessão construída pelo Governo Federal, que apresenta pontos discutíveis, como as novas praças, o degrau tarifário e contrato de outorga, que é diferente do que a Assembleia quer, que é a tarifa de menor preço”, afirma Arilson. O coordenador da Frente do Pedágio alerta que uma nova praça está prevista para ser instalada próximo à empresa Unifrango, entre Apucarana e Califórnia. A distância entre esta nova praça em Apucarana e a praça de Arapongas dá aproximadamente 30 km, o que significa que alguém que sair de Califórnia para ir para Rolândia ou Londrina vai ter que desembolsar R$21,58 na ida e mais R$ 21,58 na volta. O deputado Luiz Cláudio Romanelli (PSB) explica que os paranaenses têm demonstrado contrariedade ao modelo proposto pelo Governo Federal. “É um posicionamento majoritário. Não há espaço para a cobrança de taxa de outorga, que é um novo tributo a ser cobrado dos paranaenses. Valores que vão impactar e manter as tarifas altas no Paraná. Queremos um processo transparente, competitividade, tarifas baixas e obras”, resume. Lote – A região de Apucarana está no lote 3 da concessão que tem cerca de 560 quilômetros nas BR-369, BR-376, PR-090, PR-170, PR-323 e PR-445 com sete praças de pedágio, cinco existentes e duas novas (Londrina e Apucarana/Califórnia). Os atuais contratos de concessão dos 2.500 quilômetros do Anel de Integração se encerram em novembro e as novas licitações estão previstas para este ano. Ao todo, o Ministério da Infraestrutura planeja conceder 3.327 quilômetros de rodovias estaduais e federais divididos em seis lotes com 42 praças de pedágio, 15 praças a mais do que atualmente.  A Frente Parlamentar já realizou audiências em Cascavel, Foz do Iguaçu, Londrina, Cornélio Procópio, Guarapuava e Francisco Beltrão.    Local – O evento ocorrerá às 9 horas no Anfiteatro da Universidade Estadual do Paraná (Unespar).  Transmissão - A audiência será transmitida pela TV Assembleia, site e redes sociais do Legislativo e também do deputado Arilson Chiorato. Fonte- Assessoria Arilson Chiorato com Alep

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA