30/04/2014

Título - CÂNDIDO DE ABREU: "Dr. Aroldo Gallassini"

José Aroldo Gallassini,  presidente da Coamo, recebeu o título de Cidadão Honorário do Município de Cândido de Abreu
O engenheiro agrônomo José Aroldo Gallassini, idealizador e presidente da Coamo, foi agraciado na noite de terça-feira (28) com o título de Cidadão Honorário do Município de Cândido de Abreu, na região Centro-Norte do Paraná. A honraria foi entregue em sessão solene da Câmara Municipal com a presidência do vereador Josnei Erivan Freitas presidente da câmara municipal para a abertura desta sessão solene.   QUALIDADE DE VIDA - O vereador Marcelo Mayer Dau foi o autor da proposição aprovada por unanimidade cuja lei foi sancionada pelo prefeito José Maria Reis Júnior. “Prestamos esta singela e merecida homenagem ao Dr. Aroldo pelo seu trabalho na agricultura, sinto-me muito orgulhoso como cooperado e vereador em ser o autor desta honraria. Com a chegada da Coamo passamos a ter a garantia de segurança, empregos em nossa cidade e para os produtores a certeza de um apoio que gera renda e melhoria para todos com qualidade de vida”, afirmou Marcelo Dau.   DOIS TEMPOS - O prefeito José Maria Reis Júnior disse que Cândido de Abreu pode ser dividido em dois tempos. Um antes e outro depois da Coamo. “Entre morros e planícies, o nosso Município passou a ser essencialmente agrícola com a presença da Coamo. Com ela, o produtor planta, produz, colhe, vende e ainda tem as sobras. Sem a Coamo os agricultores não teriam esta facilidade.”  Sobre a homenagem Reis Júnior afirma que é importante e é justa, pelos resultados alcançados em Cândido de Abreu. “Dr. Aroldo, o seu currículo dispensa comentários, o Senhor é um homem abençoado e de bons propósitos, e a partir deste evento passa a ser nosso conterrâneo e irmão. O Senhor faz parte da história de Cândido de Abreu.”  REFERÊNCIA – (Continue lendo)
O vereador Josnei Erivan Freitas, presidente da Câmara Municipal destaca a prática do cooperativismo como determinante para o sucesso dos agricultores e da Coamo. “No coração do Dr. Aroldo sempre teve espaço para Cândido de Abreu. Ele fez com apoio a realização do sonho da fundação da Coamo e aqui nós temos esta alegria em ter a Coamo junto de nós. Aqui os produtores têm assistência técnica e produzem, e geram riquezas para a cidade. Tivemos a felicidade de ter o Dr. Aroldo olhando por nós e construir esta importante empresa que é a Coamo, uma referência no Brasil e no mundo.”
HISTÓRIA DO COOPERATIVISMO – “Este momento para mim reveste-se de um significado ímpar. Receber o título de Cidadão Honorário do Município de Cândido de Abreu, região em que, já nos idos de 1847, teve implantadas marcas do sistema cooperativista - sistema este do qual participo desde minha formação em agronomia - é por demais honroso, deixando-me extremamente emocionado”, considera Gallassini. Ele explica no seu discurso que “foi pelas mãos do médico Dr. João Maurício Faivre, médico da família real, na Colônia Terezinha, hoje Distrito de Tereza Cristina, quando se iniciou a sua colonização, é que se tem notícia de um sistema cooperativista aqui implantado, ainda que de forma empírica, permitindo que naqueles tempos tão difíceis imigrantes franceses, poloneses, alemães e ucranianos dessem início ao desbravamento das terras paranaenses na região.”
CHEGADA DA COAMO – Para o presidente da Coamo, o fato de fazer parte da história de Cândido de Abreu é altamente gratificante. “Vejo com muita alegria o reconhecimento que me concedem, pela iniciativa que tive frente à direção da Coamo, em adquirir uma pequena unidade de recebimento de produtos agrícolas e fornecimentos de insumos, junto a antiga Canorpa, no ano de 1990.”
DESENVOLVIMENTO - A participação da Coamo no desenvolvimento tecnológico da agricultura da região foi de extrema importância. “ Para se ter uma ideia de como era nos tempos iniciais da Coamo no Município, tem uma brincadeira narrada pelos nossos gerentes da época em que se dizia que na região era aplicado muito fósforo e praticada a rotação de cultura. O fósforo era aplicado riscando o palito e ateando fogo. A rotação era aplicada queimando uma face do morro de cada vez.”
EVOLUÇÃO - Dos 66.800 metros quadrados iniciais, a Coamo hoje está instalada em uma área de 203.691 metros quadrados, com uma capacidade de armazenamento a granel de 38.000 toneladas, 4.400 toneladas de ensacados, recebendo soja, milho e trigo, fornecendo insumos de alta tecnologia e prestando uma grande gama de serviços agronômicos e administrativos aos seus 431 associados. De um recebimento inicial de 135.500 sacas de produtos entre milho e feijão e 159.000 arrobas de algodão, hoje, na safra 2013, foram recebidas 1.111.800 sacas de produtos entre soja, milho e trigo e um fornecimento de R$ 28 milhões de insumos agrícolas e veterinários.
RAZÕES DO SUCESSO - Todo o sucesso da Coamo em Cândido de Abreu também tem que ser creditado aos associados que a cada dia que passa tem participado assiduamente na cooperativa, com a entrega de sua produção e abastecendo-se dos insumos necessários para a condução de suas lavouras. “Essa participação é de extrema relevância para o sistema cooperativista. Quanto maior é a participação do associado em sua cooperativa menor serão os custos a serem rateados entre os mesmos, proporcionando um maior resultado para todos”, afirma o presidente da Coamo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA