quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

JARDIM ALEGRE - INVESTIGAÇÃO

  BRUTAL ASSASSINATO -  Com uso de luminol, Delegado de Ivaiporã e peritos do Instituto de Criminalística de Londrina, encontraram vestígios de sangue na casa dos suspeitos de matar o menor Udson Evandro Leal Magri em Jardim Alegre 

       O Delegado Dr Gustavo Dante, realizou uma ação importante para colher provas do crime brutal praticado em Jardim Alegre, contra o menor Udson Evandro Leal Magri, de 15 anos, que além de assassinado com vários ferimentos pelo corpo, teve as mãos e pés amarrados com arrame e foi jogado dentro do Rio Ivaí, na Ponte do Porto Ubá, município de Lidianópolis. Dois dias depois, em um competente trabalho da Polícia Civil, dois suspeitos foram presos escondidos em uma casa na cidade de Mandaguari, identificados por Maurício de Oliveira, o "Mauricéia", de 34 anos, e Eudner Dutra Santos, conhecido como Dinei, de 19 anos. "Nós solicitamos que peritos, da seção técnica do Instituto de Criminalística de Londrina, viessem a Jardim Alegre, em uma residência, na Av. Brasil, 104, para fazer o uso do luminol, substância que permite a identificação de sangue humano em pontos invisíveis a olho nu. Ao final, constatamos que havia manchas sangue em um dos quartos, corredor e também na porta da sala, que é a saída da casa", afirmou o delegado. Ainda, segundo ele, essa constatação vai confirmando as suspeitas, ou seja, que o menor foi assassinado no imóvel e depois levado para a ponte do Rio Ivaí. No carro também foi utilizado o produto, mas nada de anormal foi encontrado. "É bom ressaltar que a referida residência passou por uma limpeza, foi lavada, mas mesmo assim ainda conseguimos encontrar vestígios", finalizou o delegado. Todos os dados apurados e elementos colhidos, farão parte de um inquérito policial, o qual será utilizado pela acusação, no momento do julgamento que vai decidir o futuro do supostos criminoso.  Familiares e amigos, agradeceu a dedicação do Delegado, do agente Alvino Cândido, o "Preto", que reside em Jardim Alegre e de toda sua equipe. Clique aqui para rever matéria do crime. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário