segunda-feira, 9 de abril de 2018

CALIFÓRNIA - ATLETA AGRIDE ÁRBITRA

Imagens revelam como ficou a árbitra Leiliane Sato, após ser agredida por um atleta durante campeonato municipal que era realizado na cidade de Califórnia - PR

     O Blog do Berimbau teve acesso a imagens de Leiliane Sato, que foi agredida em Califórnia, cujo ferimento revela a gravidade da agressão. A notícia foi destacada pela nossa reportagem no dia 04 de abril, de 2018, e gerou muita polêmica. Conforme noticiamos, em uma época que se debate a violência contra a mulher, a atitude de um atleta, durante uma partida de futebol, realizada dentro do Campeonato Municipal de Califórnia, gerou revolta. Em um lance polêmico, às 20 horas, de terça-feira, dia 03 de abril, de 2018, o jogador de nome Maycon Pereira, de 33 anos, foi acusado de agredir a árbitra da partida, a jovem Leiliane Sato, de 34 anos, filiada a empresa Daja Escola de Esporte, de Jardim Alegre. "Nossa equipe de Policiais, foi acionada pela organização do Campeonato, informando que acontecia uma partida entre dois times da cidade, momento em que ocorreu um desentendimento entre um dos jogadores e a árbitra, sendo que o atleta agrediu a vítima, com uma cabeçada na testa, causando um corte profundo, acima de sua sobrancelha, sendo necessário o encaminhamento para o Posto Médico de Saúde Municipal e posteriormente para a cidade de Apucarana para realização de exames. Por se tratar de uma lesão na cabeça, também causou perda momentânea de consciência", informou o Boletim da PM, encaminhado ao Blog do Berimbau. Os policiais informaram ainda que coletaram os dados do autor da lesão e posteriormente foram até sua residência, localizada na Rua Osório de Prado, logrando êxito em encontrá-lo. O jovem foi encaminhado para o Destacamento, onde foi confeccionado o Boletim de Ocorrências. Após a confecção, Maycon foi encaminhado para Delegacia de Marilândia para os procedimentos cabíveis. Devido ao ferimento, Leiliane, não pode comparecer no Destacamento, mas ficou de procurar a Delegacia em data posterior. Apesar das críticas, algumas pessoas ligaram para a nossa reportagem dizendo que Maycon é um bom atleta e que sua atitude, em um momento tenso do jogo, a qual ele realmente não deveria ter tomado, não pode servir de motivos para o condenar perante a sociedade. O fato gerou polêmica e repercutiu nas redes sociais.
 NOTA -  Sobre o caso, veja a nota de repúdio de Luiz Carlos Pereira, o "Chocolate", da Daja Escola de Esportes:
A nota na íntegra diz: "Leiliane Lacerda Sato - Pertence ao quadro de árbitros profissionais da Federação Paranaense de Futebol de Salão. Pessoa extremamente competente e profissional, atua nas competições estaduais e nas competições regionais pela Assovi e pela Escola do Esporte.  Em tempo de impunidade que passa nosso país, o que se cria são esses tipos de pessoas, que mesmo uma atitude abominável desta, ainda tem gente que defende o agressor. Está havendo uma inversão de valores na sociedade,  onde o errado está ficando certo e o correto está fora de moda. Não nos surpreendemos mais com atrocidades, porque estamos vendo isso todos os dias na mídia e não vemos nada sobre justiça aos malfeitores. Um cidadão desse será defendido por pessoas que partilham do mesmo caráter dele e vira piada nas rodas de boteco contando vantagens sobre o ocorrido como forma de se engrandecer por ter feito uma coisa "de valente". Infelizmente é essa a sociedade que se instala em nosso país e nós, que defendemos o esporte, estaremos auxiliando a arbitra que estava desempenhando seu trabalho, e tanto a Escola do Esporte quanto a Assovi, iremos tentar levar o caso à justiça até que seja reparado o mínimo do dano a essa grande profissional. Infelizmente nesse Brasil as pessoas de bom caráter estão ficando fora de moda e sendo motivo de chacota por boa parte dos hipócritas da nossa sociedade que conseguem tudo o que querem na base do "jeitinho". A nós, resta apenas a acreditar na justiça. #ForçaLeiliane". 

7 comentários:

  1. Leiliane Lacerda Sato - Pertence ao quadro de árbitros profissionais da Federação Paranaense de Futebol de Salao. Pessoa extremamente competente e profissional, atua nas competições estaduais e nas competições regionais pela Assovi e pela Escola do Esporte.
    Em tempo de impunidade o que passa nosso país, o que se cria são esses tipos de pessoas, e mesmo uma atitude abominável dessa ainda tem gente que defende o agressor. Está havendo uma inversão de valores na sociedade onde o errado está ficando certo e o correto está fora de moda. Não nos surpreendemos mais com atrocidades porque estamos vendo isso todos os dias na midia e não vemos nada sobre justiça aos malfeitores, um cidadão desse será defendido por pessoas que partilham do mesmo caráter dele e vira piada nas rodas de boteco contando vantagens sobre o ocorrido como forma de se engrandecer por ter feito uma coisa "de valente". Infelizmente é essa a sociedade que se instala em nosso país e nós, que defendemos o esporte, estaremos auxiliando a arbitra que estava desempenhando seu trabalho, e tanto a Escola do Esporte quanto a Assovi, iremos tentar levar o caso à justiça até que seja reparado o mínimo do dano a essa grande profissional. Infelizmente nesse Brasil as pessoas de bom caráter estao ficando fora de moda e sendo motivo de chacota por boa parte dos hipócritas da nossa sociedade que conseguem tudo o que querem na base do "jeitinho". A nós, restamos apenas a acreditar na justiça.
    #ForçaLeiliane

    ResponderExcluir
  2. E a organização comentam o que? Havia segurança no local, foi solicitada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Primeira Mão Califórnia, sobre segurança no local, você sabe como infelizmente acontece, você manda oficio a polícia, mas devido ao pequeno corpo de policial em nossa cidade, somente quando chamado eles vem, mas e posso confirmar que depois do acontecimento em 03 minutos a polícia chegou lá, colheu informações e foram atrás do rapaz..

      Excluir
  3. Infelizmente ainda convivemos com pessoas assim . O que nos resta é acreditar na justiça e apoiar a pessoa agredida. #forcaLeiliane.

    ResponderExcluir
  4. ESSE É O RESPEITO PARA QUEM QUER LEVAR O ESPORTE A FRENTE. VERGONHOSO O ATO DO QUE SE DIZ ATLETA E FEIO OS APOIADORES DA VIOLENCIA. UBIRACY GUDEIKI

    ResponderExcluir
  5. JÁ TRABALHEI NA ÁREA POR MAIS DE DÉCADAS E VEJO COM TRISTEZA ESSES FATOS. FORÇA LEILIANE.

    ResponderExcluir
  6. Machinho o garoto, ainda na covardia deu a cabeçada, se não consegue se conter deve ser afastado do esporte, péssimo atleta aquele que não controla seus impulsos, um covarde somente.

    ResponderExcluir