quinta-feira, 12 de abril de 2018

IVAIPORÃ – Assaltantes invadem propriedade rural e atiram em morador

A vítima teve a porta da casa arrombada por ladrões que o agrediram e o assaltaram. Também em Ivaiporã, houve receptação e dois casos de lesão corporal
ASSALTO - Em Ivaiporã, ladrões invadiram uma casa na zona rural, Estrada Formoso Antônio Bonito, no dia 11 de abril, de 2018, quarta-feira, às 23:20 horas. A PM foi informada que havia ocorrido um roubo e que um agricultor tinha sido baleado. Ao chegar no endereço, a vítima de 66 anos, contou que estava dormindo quando acordou com o barulho de pessoas arrombando a porta de sua residência. Ele ainda se levantou e caminhou em direção a referida porta, momento em que um dos suspeitos atirou com uma espingarda o atingindo no pé. O atirador, com mais dois comparsas,  exigiram dinheiro e amarraram o cidadão. Em seguida, reviraram tudo, subtraindo cerca de mil  trezentos e cinquenta reais e um motosserra. Não satisfeitos, ainda foram na residência vizinha, onde não havia ninguém, arrombaram a porta e também furtaram uma segunda motosserra. A fuga foi em um carro não identificado. Com a chegada da PM, o produtor rural foi socorrido e levado par o Hospital Municipal de Ivaiporã, mas sem risco de perder a vida. RECEPTAÇÃO – Também em Ivaiporã, no dia 11 de abril, no Jardim Luiz XV, um cidadão estava passando na Rua, quando viu na varanda de um casa, uma mesa que havia sido furtada de sua casa, na zona rural, em uma Fazenda, no dia 21 de fevereiro, de 2018. Foi acionada a Polícia e, no local, o morador de nome Edvanzir Donizete de Oliveira, disse que não sabia que era produto de furto, e que comprou a mesa por 500 reais de um funcionário da fazenda onde o objeto  foi furtado. O caso foi entregue na Delegacia, que iria apurar o que realmente aconteceu. LESÃO CORPORAL – Ainda ocorreram dois casos de lesão corporal, no dia 11 de abril, em Ivaiporã. O primeiro às 22 horas, na Vila Santa Maria, sendo a vítima um homem de 40 anos. Ele informou que foi na casa da ex-mulher realizar serviço de pedreiro, e que ao final da obra, ele e a mulher começaram a ingerir bebida alcoólica, momento em que se desentenderam e ela o agrediu causando ferimentos em seu rosto e mão esquerda. A acusada evadiu-se. O segundo caso, foi também durante à noite, na Jardim Luiz XV, onde um cidadão foi agredido em um ponto de ônibus. Ele foi localizado ferido, mas tinha sinais de embriaguez e não soube apontar que foi o agressor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário