quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

VÊ SE PODE

Inconformada com barulho, sexagenária denuncia vizinha por "sexo selvagem"
Até que ponto uma relação sexual entre um casal pode atrapalhar o vizinho da casa ao lado? Para uma funcionária pública municipal de 60 anos, residente no Conjunto Karina, em Maringá, a relação atrapalha e muito, ao ponto de não deixa-la dormir. Pelo menos é o que relatou a servidora municipal em um boletim de ocorrência registrado na tarde de ontem na 9ª Subdivisão Policial (SDP). Inconformada com a situação e extremamente detalhista, a sexagenária relatou que sua vizinha costuma deixar a porta da sala aberta para que seu namorado – um jovem moreno e aparentando cerca de 25 anos – entre na residência à noite. Ainda segundo ela, passados alguns minutos a vizinha passa a gemer escandalosamente e a bater a cabeceira da cama contra a parede sem parar. “É um barulho insuportável que não me deixa dormir a noite inteira”, relatou a denunciante, acrescentando que tentou tirar satisfações com a fogosa vizinha, mas acabou sendo xingada de "velha bruxa e esclerosada". Para complicar a situação, a funcionária pública acusou a vizinha de não cuidar de um gato de estimação. Na Delegacia de Polícia, a história deu o que falar e policiais disseram não entender o que o gato tem a ver com a história. A polícia prometeu averiguar a situação. (DIÁRIO DE MARINGÁ)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA