terça-feira, 26 de junho de 2018

ENTREVISTA - Nishimori esclarece projeto que trata sobre Agrotóxicos

                       POLÊMICA                           
Comissão especial da Câmara aprova projeto que flexibiliza o uso de agrotóxicos. Relator, deputado Luís Nishimori, nega que este seja o  "PL do Veneno"
O Deputado Luiz Nishimori, falou ao vivo, com a Rádio Nova Era e Blog do Berimbau, neste dia 26 de junho, de 2018, para rebater as críticas a um projeto que facilita a aprovação de agrotóxicos, para comercialização,  que são utilizados no Brasil. Ele disse que há muitas inverdades  sendo ditas. Alguns sites como "O Globo", destacaram que a comissão especial da Câmara, que analisa o projeto que flexibiliza a Lei dos Agrotóxicos, aprovou a proposta na segunda-feira (25 de junho, de 2018). O texto foi aprovado por 18 votos favoráveis e 9 contrários. Todos os sete destaques ao texto – que poderiam alterar trechos do projeto – foram rejeitados e ele segue para análise do plenário da Câmara. A proposta revoga lei de 1989 e altera as regras de produção, comercialização e distribuição de agrotóxicos. O grupo contrário ao projeto, que apelidou a proposta de "PL do veneno", entende que a nova lei vai flexibilizar as regras porque se limitará à atuação de órgãos de controle na autorização de uso dos agrotóxicos. Alegam ainda que as substâncias podem provocar câncer, prejudicar o desenvolvimento do feto e gerar mutações. Por outro lado, os defensores da proposta argumentam que o texto modernizará a legislação, agilizando o processo de registro das substâncias. Atualmente, segundo este grupo, o processo de registro leva de 5 a 8 anos. Veja os principais pontos do projeto: Designação - Como é atualmente: Agrotóxico.  Pelo projeto: Inicialmente era produto fitossanitário, em seguida o relator, deputado Luís Nishimori (PR-PR), alterou o termo para “pesticida”, entre outras.   No link de vídeo, ouça a matéria completa. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário