terça-feira, 26 de junho de 2018

FAXINAL - Revoltados, moradores amarram menor infrator em Poste

              JUSTIÇA COM PRÓPRIAS MÃOS         
Além de ser amarrado, o menor foi agredido por populares dos Bairros Vila Velha e Vila Nova. Eles alegam que o acusado vem aterrorizando a comunidade com a prática de furtos
       Na cidade de Faxinal, moradores resolveram fazer justiça com as próprias mãos. Eles alegam que estão cansados de conviver com um menor que tem praticado furtos e outros delitos no Bairro, situação parecida  tem ocorrido em outras cidades das região, onde os adolescentes infratores se transforaram em um problema sério com a Polícia e o Poder Judiciário, de mãos atadas, porque não podem prender e se quer vagas em centros de recuperação, conseguem encontrar.  No cado de Faxinal, a ocorrência foi registrada pela Polícia Militar, às 19 horas, de segunda-feira, 25 de junho, de 2018, após informação que um adolescente estava amarrado, em um Poste da Copel, e que várias pessoas o agrediam.  Ao chegar ao local, foi constatado que o adolescente tinha amarras nos pés e nãos e que realmente estava preso a uma pilastra de concreto (Poste)  e cercado por populares, todos exaltados.  Um  morador identificado, relatou que a população do bairro Vila Velha e Vila Nova, não suporta mais os furtos que o jovem pratica e mesmo assim continua em liberdade, por isso, resolveram amarrá-lo e castigá-lo. O menor, que estava ferido e sangrando, mas consciente, apontou dois homens como as pessoas que o amarram, inclusive acusou um deles de o agredir com um coronha de revólver. Todos os envolvidos, que se encontravam no local, foram encaminhados até a 53ª DRP – Delegacia Regional de Polícia, de Faxinal para as devidas providências, e quando tudo parecia estar terminando, chegou uma denúncia, no celular da Viatura, que pai do menor infrator, que estava com um Fiat Pálio, estacionado, em frente a Delegacia, poderia ter uma arma de fogo, um revólver, escondido dentro do referido veículo. Diante da informação, os soldados realizaram buscas e encontraram a arma embaixo do tapete, tratando-se de um revolver calibre .38 especial, da marca Taurus, com cinco munições intactas. O denunciado foi preso por posse de arma. Durante o registro da ocorrência, algumas pessoas enviaram mensagens para grupos de Whatsapp, dizendo que se o menor foi libertado e voltar ao Bairro, algo mais grave poderá ocorrer.