sábado, 23 de junho de 2018

CRUZMALTINA - POLÊMICA

Ministério Público recomenda que prefeita Luciana Lopes de Camargo, exonere do cargo de secretário de fazenda, seu esposo, que é o ex-prefeito Maurício Bueno 
O Ministério Público do Paraná, Promotoria de Faxinal, representado pelo Dr. José Tiago Chesine Góis (promotor), recomentou, neste dia 22 de junho, de 2018, que a prefeita Luciana Lopes de Camargo, do PSDB, de Cruzmaltina, faça a imediata exoneração de seu marido: Maurício Bueno, ex-prefeito e ocupante do cargo de secretário de fazenda do paço municipal. Para editar a medida, Góis se baseou na constituição federal, que assegura que o MP tem a atribuição de zelar pelo cumprimento das regras e que, devido alguns fatores, a permanência do servidor está configurando o crime de improbidade administrativa. O principal motivo, é que em 2015, o ex-prefeito teve suas contas, de 2011, quando foi chefe do poder executivo, reprovadas pela Câmara Municipal de Vereadores, que seguiu a recomendação do Tribunal de Contas, mas o promotor faz diversas outras considerações: "Considerando que o Decreto Legislativo, número 09/2015, da Câmara Municipal de Cruzmaltina, que acolheu o Acórdão número 287/2014, do Tribunal de Contas do Paraná, e julgou reprovadas as contas prestadas pelo então prefeito Maurício Bueno. Considero ainda que o agente público encontra-se com seus direitos políticos suspensos, possuindo em seu cadastro eleitoral anotação de inelegibilidade, com data de ocorrência, em 01 de setembro, 2015, relativo ao disposto no referido Decreto Legislativo...", diz trecho da recomendação. A promotoria ainda cita a Lei Orgânica do Município, que estabelece, em seu artigo 64, que a nomeação dos secretários e diretores deve observar que o indicado esteja em pleno gozo de seus direitos politico. RESPOSTA - Em Cruzmaltina, assessores da prefeita informaram que está não é a primeira recomendação recebida, e que a chefe do poder executivo tem acatado toda e qualquer orientação, por confiar na transparência do MP e Poder Judiciário, como um todo. A assessoria jurídica também seria consultada para analisar se o município está infringindo alguma regra, pois o objetivo é sempre promover o desenvolvimento e melhorar as condições de vida da população. Assessores ainda informaram que Maurício Bueno, tem grande influência junto aos líderes estaduais, e que em 1,5 anos, que está ou esteve ocupando o cargo, conseguiu ajudar Luciana a assegurar milhões em investimentos, sendo em sua maioria, a fundo perdido. A própria prefeitura, também usou as redes sociais para divulgar a seguinte nota - Leia na íntegra: "Parece que a eleição ainda não acabou. Só sei que a única coisa de mal que fiz, para nossos adversários foi ter ganhado as eleições deles. Desde que assumi meu mandato, venho trabalhando incansavelmente em favor da nossa gente, sempre buscando o melhor para nossa população. Já conseguimos inúmeros recursos em diversas áreas e vamos conseguir ainda mais. Mas tem um time que torce para o quanto pior melhor, que vem prejudicando demais nosso município, me perseguindo com denúncias e fazendo com que tenhamos que passar a maior parte do tempo respondendo por elas. Hoje veio mais uma contra meu esposo Maurício Bueno, que trabalha junto comigo na prefeitura, incansavelmente com sua experiência de dois mandando de prefeito, me ajudando na administração, porque tem muito conhecimento e busca recursos para nossa cidade. Pois bem, fizeram um requerimento, na Câmara de Vereadores e encaminharam ao MP, dizendo que ele não poderia trabalhar na prefeitura por ter uma conta reprovada. Ministério Público acatou e pediu para que Maurício seja imediatamente exonerado de seu cargo. Até quando, meu Deus, vai essa maldade no coração. Se preocupar com quem só quer trabalhar e ajudar o próximo. Só peço a Deus que de proteção para minha família e livre eles de todo o mal dessas pessoas!!!! Obrigada a todos pelo carinho e desculpa pelo Desabafo", diz nota da prefeita.