quarta-feira, 20 de junho de 2018

NOTO ITACOLOMI - Granjeiro acusado de suposto crime ambiental

          No dia 19 de junho, a Polícia Militar Ambiental, Pelotão de Apucarana, confirmou a constatação de um suposto crime ambiental cometido pelo dono de uma granja em Novo Itacolomi, fato registrado em 18 de junho. A ocorrência foi atendida pelos sargento Arruda e soldado Lamarca. "Em atendimento a denúncia anônima, informando que em um aviário havia grande quantidade de madeira nativa cortada e armazenada para queima, nossa equipe esteve no local e constatou o armazenamento irregular de 15 metros cúbicos de lenha da espécie Gurucaia. Em contato com o responsável, este informou não possuir as devidas autorizações ambientais para o corte e uso da madeira. Diante dos fatos, foi confeccionado Termo Circunstanciado em desfavor da pessoa que estava no local, sendo a madeira apreendida até posterior decisão judicial e administrativa", informou o boletim. O agricultor negou a prática de crimes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário