quinta-feira, 7 de junho de 2018

GRANDES RIOS - Morango semi-hidropônico gera emprego e renda

Reportagem especial revela que a Cooperativa de Crédito CRESOL, base Grandes Rios, tem mudando a realidade de produtores familiares com o incentivo a diversificação 
             Assista reportagem completa no link de vídeo               
A equipe da Rádio Nova Era e Blog do Berimbau, esteve em Grandes Rios, neste início de junho, de 2018, para uma reportagem especial. Fomos acompanhar a transformação na vida de alguns agricultores familiares, que a cooperativa de crédito CRESOL, tem promovido, graças ao incentivo para que a diversificação de culturas possa acontecer na zona rural. As novas oportunidades geram  emprego e renda, por mais pequena que seja a propriedade. Estamos falando da produção morangos. Fizemos uma  visita há alguns sítios e chácaras para entendermos o sucesso desta iniciativa.  O agricultor  Rafael Diones Ferreira e seu pai Osvaldo Alves Ferreira, por exemplo,   estavam preparando uma estufa de 15 metros por 5,20, investimento de pouco mais de 15 mil reais, via financiamento, mas que logo vai proporcionar renda mensal   suficiente para pagar a estufa e ainda manter o sustento da família.   As plantas são depositas em slabs, que são pequenas sacolas com substrato. Elas ficam suspensas do chão, por isso, a cultura é chamada de semi hidropônica. A tecnologia proporciona conforto no cultivo, facilita o manejo, reduzindo o uso de agrotóxicos; e diminui o risco de perdas, assim dando mais segurança para o produtor.   Também conversamos com o  Marcelo Rodrigues Costa, morador do Bairro Água do Macuco, chácara Santo Antônio, que  após um ano de cultivo, decidiu  ampliar a estufa e aumentar a rentabilidade.  Até quem já está se dando bem na atividade de diversificação, se sente atraído pela nova oportunidade. É o caso da Família Barbaresco, onde a conhecida “Elza das Verduras” e os filhos: Cristina e João Antônio Barbaresco, não estão vencendo tantos pedidos. Agora a ideia é aumentar os negócios. A filha Cristina, ao falar a nossa reportagem, não escondeu o contentamento e a satisfação de ser uma cooperada da Cresol.   Outra agricultora, que foi entrevistada pela reportagem, é a Nair, que, em uma chácara de aproximadamente um alqueire, encontrou, no morango semi-hidropônico, uma fonte de lucro. Ela disse que cuidar dos frutos, nem é trabalho, mas sim uma diversão e terapia.  Assista o vídeo para companhar a matéria especial. Nela também há entrevistas com Aniele Maria Santos, da assistência técnica,  que informou que o mercado está longe de ficar saturado, por isso, a ideia e que mais famílias possam aderir; e o  Presidente da Cooperativa Cresol, base Grandes Rios, Claudomiro Garcia. Ele assegura que a empresa vai continuar incentivando a diversificação e assim, mudando a realidade do município e das famílias de pequenos agricultores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário